Processo de Escolha Unificado para Membros do Conselho Tutelar 2019

No domingo 06 de Outubro de 2019, aconteceu em quase todos os Municípios Brasileiro,  o Processo de escolha Unificado,  para escolha dos membros dos Conselhos Tutelares.
As cidades iniciaram nessa segunda feira (07/10/2019) a divulgação dos resultados, algumas cidades terão que repetir esse importante processo, devido a inúmeras irregularidades, problemas com urnas e  por não terem obtido exido quanto ao numero suficiente de candidatos para  ocupar as vagas necessárias para composição do órgão.
Algumas  irregularidades apontadas até a presente data foram, compra de voto, transporte de eleitores, dentre outras...

 O Conselho Tutelar é composto por dez Conselheiros , sendo 05(cinco) Titulares e 05 (cinco) Suplentes.
Os Conselheiros Tutelares são responsáveis por proteger e garantir os direitos de Criança e Adolescente, estando o órgão regulamentado pelo Estatuto da Criança e Adolescente - ECA e a manutenção, toda a infra estrutura , é gerido com recurso do governo Municipal,  em cada município deve obrigatoriamente ter no minimo 01 Conselho Tutelar.

A organização do  processo de Escolha dos membros do Conselho Tutelar é responsabilidade do Conselho Municipal do Direito da criança e adolescente, e a fiscalização é realizada pelo Ministério Publico. Em algumas cidades os candidatos passam por avaliação psicológica e realizam prova com questões objetivas e dissertativas, sobre Constituição Federal , ECA, Lei Municipal referente a politica publica da criança e adolescente, sistema único da assistência e outras legislações e doutrinas afins.
A eleição é a ultima etapa do processo, onde todo cidadão eleitor tem a oportunidade e um  dever  subjetivo, de escolher aquele que vai durante 04 (quatro) anos exercer essa importantíssima função.

Conheçam  como ficou a votação em algumas cidades da região metropolitana de Minas Gerais:


Betim

contagem

Ribeirao-das-neves Brumadinho                                    

Nova-lima

Montes-claros


" ELEIÇÕES CANCELADAS

Em algumas cidades, a votação foi cancelada e ocorrerá em novo dia. Entenda cada caso:
Curitiba: foram registradas inconsistências em relação às urnas, aos nomes e aos 
números dos candidatos em alguns pontos de votação. Também houve registro de 
candidatos levando eleitores para os locais de votação.
Porto Velho: por problemas burocráticos, a votação ficou para novembro. Houve atraso 
na escolha da empresa para aplicação de provas aos candidatos a conselheiros tutelares.
Ferraz de Vasconcelos (SP): foram recebidas denúncias de crimes eleitorais, como 
transporte ilegal de eleitores, compras de votos e boca de urna. 
Um homem foi filmado entregando dinheiro em frente a um local de votação. 
Também houve problemas nos equipamentos de votação. 
  • Ariquemes (RO): havia erro nas urnas.
  • Pilõezinhos (PB): mesários constataram mais cédulas nas urnas do que assinaturas de eleitores.
  • Itabela (BA) e São Sebastião do Passé (BA): as eleições foram adiadas porque alguns candidatos estavam com número errado na cédula de votação, segundo o MB-BA.
  • Tucano (BA): votação suspensa temporariamente porque algumas seções eleitorais             não foram contempladas com local para os eleitores votarem.
  • Timbiras (MA): As eleições no município de Timbiras, localizado a 316 km de São Luís, 
  • foram impugnadas após o pedido de uma das candidatas, identificada como Maria Roseana 
  • Sales dos Santos.                                                                                                                                      O novo processo de votação deve acontecer no dia 3 de novembro, das 8h às 17h.

RISCO DE CANCELAMENTO

Os moradores do Rio de Janeiro vão precisar esperar até a próxima quinta-feira (10) para conhecerem os 190 conselheiros tutelares (95 titulares e 95 suplentes) eleitos, que vão ocupar 
os 19 pontos de atendimento espalhados pela cidade.
A eleição no Rio de Janeiro foi marcada por denúncias de irregularidades, como boca de urna, compra de voto, caravana de eleitores patrocinada por movimentos religiosos, eleitores ameaçados    ou que não conseguiram votar." 

Todos esses fatos citados , nos leva á uma importante reflexão:  
A pessoa para candidatar a vaga de Conselheiro Tutelar DEVE ter comprovada idoneidade moral, o que segundo o dicionario da língua portuguesa significa: 
Característica de quem aparenta ser honesto; qualidade da pessoa apta a desempenhar funções, cargos ou trabalhos.  Qualidade do que é idôneo, que convém de modo perfeito ou é adequado.
Ou seja , como pessoas que cometem tais atos, podem ser considerados pessoas idôneos ? 
Mas como bem colocamos, foi só uma REFLEXÃO...
O que nos resta? Acompanhar de perto como os Conselheiros Tutelares eleitos vão exercer suas 
funções em nossos municípios .
AFINAL CRIANÇA E ADOLESCENTE DEPENDE DE NÓS ! 
Grande Abraço de paz e Luz . 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Direitos e Deveres das Crianças e Adolescentes

Forum da Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte de Conselheiros e ex Conselheiros Tutelares

Conselheiros com Mandato de 4 anos e direitos trabalhistas É LEI !